Homens também sofrem com a menopausa

A “andropausa” provoca a redução da fertilidade, mas não o fim como nas mulheres

Por Marisa De Lucia


Quem ainda pensa que só as mulheres sofrem com os inconvenientes da menopausa está enganado! Os homens também têm sua própria menopausa, chamada de “andropausa”, um processo de mudanças hormonais e fisiológicas, que acarreta transformações emocionais.

 

Quando o homem está às vésperas de completar 50 anos de idade e percebe que engordou, que se irrita facilmente, que não dorme direito e que sua vida sexual não é das melhores, acaba se convencendo que se trata somente de um caso comum de crise da meia idade.

Contudo, ao contrário do que ocorre com as mulheres, a andropausa não provoca o fim da fertilidade e sim uma redução dela, devido à menor produção de espermatozóides. Com a idade, a testosterona cai em torno de 1% ao ano e o homem começa a perceber que engordou, que se irrita facilmente, que não dorme direito e que sua vida sexual não é das melhores.

De acordo com estudos, fatores como a raça, a cor, a presença de doenças, o uso de medicamentos, o fumo e o álcool tendem a influenciar. Por isso, alguns homens conseguem manter uma boa secreção de testosterona até os 80 anos de idade, enquanto outros apresentam uma queda já por volta dos 50.

A reposição de testosterona e derivados já esta sendo feita com bons resultados, mas com algumas ressalvas. O tipo de terapia de reposição hormonal mais comum é aquela por via transdérmica, por meio de gel, cremes ou adesivos cutâneos.

Alguns médicos recomendam ainda o uso de suplementos vitamínicos, sais minerais e oligoelementos (cálcio, manganês etc.), com a finalidade de melhorar a atividade mental, antioxidantes e em especial determinados aminoácidos, que ajudarão a liberar neurotransmissores cerebrais.

Este conceito de menopausa masculina é apresentado por Jed Diamond no livro “A Menopausa do Homem”. Nele, Diamond desmistifica a crise da meia idade e explica o que está por trás da redução do desejo, da queda na produção de hormônios e das mudanças de temperamento. Informações sobre este livro, neste site, no link Dicas de Livros.