Uso constante do salto alto pode danificar a coluna

Causando sérios danos à coluna, aos joelhos e à panturrilha.

Por Marisa De Lucia


Não podemos negar que o salto alto torna a mulher mais elegante e com uma postura mais sofisticada, mas é preciso saber que se usado diariamente pode provocar danos à coluna, problemas no joelho e até o encurtamento dos músculos da panturrilha.

pasta.jpg

O uso exagerado do salto agulha ou fino, de acordo com reumatologistas, aumenta a lordose provocando dores nas costas e nos pés, além de aumentar o risco de torção do tornozelo e de quedas e fraturas em idosos. Já o salto mais grosso dá maior equilíbrio e sustentação.

Os médicos recomendam variar o tipo de salto, não deixando com os pés se acostumem só com um tipo, pois ao trocá-lo as dores aparecerão. Segundo estudo realizado pela Unifesp, o salto mais recomendado para uso diário é o de até 3 cm no máximo.

Além dos saltos grossos, as plataformas também são consideradas boas por terem o salto alto por toda a extensão da sola, trazendo uma melhor distribuição do peso do corpo e, portanto, melhor equilíbrio.

Outros saltos indicados são aqueles que saem do meio do calcanhar, os quadrados, que deixam o calcanhar bem apoiado, e os saltos Anabela, que diminuem as dores porque distribuem bem a pressão do corpo sobre a planta dos pés.

Os sapatos baixos e com saltos de até 3 cm são, de fato, os únicos recomendados por especialistas para o uso diário constante.

Incorporado ao dia-a-dia da mulher moderna, o salto alto pode trazer sérios danos à saúde, se usado de maneira exagerada.

Não podemos negar que o salto alto torna a mulher mais elegante e com uma postura mais sofisticada, mas é preciso saber que se usado diariamente pode provocar danos à coluna, problemas no joelho e até o encurtamento dos músculos da panturrilha.

O uso exagerado do salto agulha ou fino, de acordo com reumatologistas, aumenta a lordose provocando dores nas costas e nos pés, além de aumentar o risco de torção do tornozelo e de quedas e fraturas em idosos. Já o salto mais grosso dá maior equilíbrio e sustentação.

Os médicos recomendam variar o tipo de salto, não deixando com os pés se acostumem só com um tipo, pois ao trocá-lo as dores aparecerão. Segundo estudo realizado pela Unifesp, o salto mais recomendado para uso diário é o de até 3 cm no máximo.

Além dos saltos grossos, as plataformas também são consideradas boas por terem o salto alto por toda a extensão da sola, trazendo uma melhor distribuição do peso do corpo e, portanto, melhor equilíbrio.

Outros saltos indicados são aqueles que saem do meio do calcanhar, os quadrados, que deixam o calcanhar bem apoiado, e os saltos Anabela, que diminuem as dores porque distribuem bem a pressão do corpo sobre a planta dos pés.

Os sapatos baixos e com saltos de até 3 cm são, de fato, os únicos recomendados por especialistas para o uso diário constante.