Pedalar bicicleta diminui a ansiedade

E ainda contribui no tratamento contra a depressão

Por Marisa De Lucia


Um estudo, realizado por Sérgio Garcia Stella, pesquisador da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), indica que atividades aeróbicas com consumo moderado de oxigênio, como pedalar comedidamente uma bicicleta ergométrica, podem contribuir no tratamento contra ansiedade e depressão.

De acordo com o pesquisador, que atua no Programa de Pós-Graduação em Nutrição, exercícios mais intensos e atividades de lazer com baixo gasto calórico ajudam apenas a perder peso. O objetivo da pesquisa era testar as possibilidades de redução dos estados de ansiedade e depressão gerados pela obesidade.

Foram pesquisados 40 jovens adolescentes, de 14 a 19 anos de idade, divididos em quatro grupos. O primeiro grupo realizou exercício em bicicleta ergométrica durante uma hora, três vezes por semana, em intensidade moderada; o segundo fazia o mesmo exercício em ritmo bem maior; o terceiro grupo praticava esportes sem controle de intensidade e o último formou o grupo controle, ou seja, não participava de nenhuma atividade, sendo apenas analisados os hábitos alimentares junto aos demais.

O estudo apontou que os exercícios que mais trouxeram benefícios foram os mais moderados, que podem ser realizados facilmente pela maioria das pessoas. A conclusão dos autores do estudo, é que esses exercícios devem liberar substâncias químicas que favorecem o bem-estar emocional e mobilizam mais tecidos de gordura como fonte de energia.