A agenda do corpo

Saiba os melhores horários para praticar as atividades do dia-a-dia

Por:Marisa De Lucia


Você sabia que é bem melhor ir ao dentista na parte da tarde, quando a sensibilidade à dor é menor, e fazer a barba às 8h da manhã quando as plaquetas que levam à coagulação sanguínea são mais abundantes? E que participar de reuniões logo após o horário do almoço não é produtivo? Pois é, a agenda de nosso corpo nem sempre bate com os compromissos que agendamos no dia-a-dia.

Da escritora Jennifer Ackerman, o livro “Sex Sleep Eat Drink Dream” (Sexo dormir comer beber sonhar) traz os melhores e piores horários para praticar as atividades do dia-a-dia. Segundo a autora, se observarmos esse relógio biológico, instalado no hipotálamo, passaremos a respeitar mais as necessidades de nosso corpo e, consequentemente, viveremos melhor.

Sabendo ou não os que participam, o “happy hour”, por exemplo, é realizado no horário em que o fígado metaboliza melhor o álcool, isto é, por volta das 17h, 18h. Já, se for dirigir, esqueça os horários da 1h às 4h e das 13h às 16h, quando há mais chances de se cair no sono.

site.jpg

Quanto à fertilização, os níveis de testosterona atingem seu ápice às 8h, horário em que os homens estão mais estimulados para a atividade sexual. No entanto, o sêmen tem maior qualidade à tarde, com 35 milhões de vezes mais espermatozóides.

Já os exercícios devem ser praticados no final da tarde, quando as juntas estão mais flexíveis e as vias aéreas mais abertas, e é possível ganhar 20% a mais de massa muscular.

Portanto, repense seus horários!