Será que estamos próximos do fim da calvície?

Implantes com células-tronco prometem eliminá-la

Por Marisa De Lucia


Um problema que assusta muito os homens e, mais ainda, as mulheres é a calvície. Mas uma boa notícia pode chegar a qualquer momento. Pelo menos, estudos mundiais vêm provando que o fim da calvície é viável e que, em breve, algumas técnicas estarão no mercado.

bald.jpg

De acordo com pesquisadores, algumas delas retiram células da nuca e as colocam no topo, onde voltarão a produzir cabelo. Essas células podem criar folículos capilares em áreas onde já não nascem fios, ou seja, não é o mesmo que reimplantar um fio, mas colocar a célula para trabalhar em um local novo.

Atualmente, testes já são realizados em homens e não mais em ratos. No Brasil, estão sendo desenvolvidas várias técnicas, uma delas pelo cirurgião Carlos Oscar Uebel, que utiliza o sangue do paciente para nutrir os fios a transplantar. Os fios retirados são embebidos no sangue para depois serem reimplantados na região calva.

Para evitar a calvície, devemos ter alguns cuidados com a alimentação ingerindo uma quantidade adequada de proteínas, que são encontradas em carnes vermelhas, frango, peixe, ovo, alguns queijos, feijão, castanhas e grãos.

Entre as inúmeras causas da queda dos cabelos, além da calvície hereditária, estão infecções graves, doenças da tireóide e dieta inadequada. Alguns medicamentos, como os usados no tratamento de depressão, problemas cardíacos, artrite e anemia podem causar a calvície, assim como o período pós-parto, o baixo nível de ferro no sangue, o uso de pílulas anticoncepcionais e tratamentos de câncer.