Visagismo cuida da estética a partir do temperamento da pessoa

Livro traz orientações para estudantes e profissionais de beleza

Por Marisa De Lucia


O livro “Visagismo: harmonia e estética” do artista plástico e educador Philip Hallawell traz orientações para maquiadores e cabeleireiros sobre a arte de transformar o rosto e o corte do cabelo.

Este livro é indicado para cabeleireiros, maquiadores, profissionais de beleza e estudantes do visagismo -arte de embelezar ou transformar o rosto- utilizando cosméticos, tinturas e o corte do cabelo.

site.jpg

De acordo com Hallawell, o uso da linguagem visual na maquiagem e no corte de cabelo é importante para manter a apresentação social respeitada. O princípio do visagismo é justamente essa criação de imagem pessoal firme, partindo do pressuposto que a beleza é a manifestação da harmonia da vida.

Analisando o formato do rosto, profissão, situação pessoal, tom de pele e até gostos pessoais é possível contribuir para a auto-estima da pessoa que acaba procurando ajuda nas clínicas de estéticas, salões de beleza e spas. “Os profissionais devem estar antenados para essa situação”, alerta Hallawell.

Sua obra é útil também para os que querem conhecer princípios básicos de harmonia e estética do rosto, mostrando com detalhes como criar efeitos por meio da linguagem visual e da criatividade, fugindo das fórmulas e soluções padronizadas.

Hallawell apresenta diferentes tipos de comportamentos e temperamentos pesquisados no ser humano, classificando-os em quatro grupos:

  • Sanguíneo – Pessoas comunicativas, afetivas, impulsivas e extrovertidas;
  • Clérico – Pessoas determinadas, persistentes, teimosas e insensíveis;
  • Melancólico – Geralmente pessoas pensativas, habilidosas, organizadas e perfeccionistas;
  • Fleumático – São as pessoas diplomáticas; adaptáveis, indecisas e despojadas.

O educador acredita que, com essas dicas, os profissionais de estética terão mais facilidade em criar seu próprio marketing pessoal. “Todos passarão a se preocupar mais com as cores, linhas de rosto, cortes de cabelo e comportamentos, entre outros conceitos que revelam a personalidade de uma pessoa”, diz ele.

O livro “Visagismo: harmonia e estética” de Philip Hallawel, lançado pela Editora SENAC São Paulo, traz assuntos de estética; beleza; cosmetologia; beleza corporal; cuidados com a pele; face e percepção visual.

Pedalar bicicleta diminui a ansiedade

E ainda contribui no tratamento contra a depressão

Por Marisa De Lucia


Um estudo, realizado por Sérgio Garcia Stella, pesquisador da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), indica que atividades aeróbicas com consumo moderado de oxigênio, como pedalar comedidamente uma bicicleta ergométrica, podem contribuir no tratamento contra ansiedade e depressão.

De acordo com o pesquisador, que atua no Programa de Pós-Graduação em Nutrição, exercícios mais intensos e atividades de lazer com baixo gasto calórico ajudam apenas a perder peso. O objetivo da pesquisa era testar as possibilidades de redução dos estados de ansiedade e depressão gerados pela obesidade.

Foram pesquisados 40 jovens adolescentes, de 14 a 19 anos de idade, divididos em quatro grupos. O primeiro grupo realizou exercício em bicicleta ergométrica durante uma hora, três vezes por semana, em intensidade moderada; o segundo fazia o mesmo exercício em ritmo bem maior; o terceiro grupo praticava esportes sem controle de intensidade e o último formou o grupo controle, ou seja, não participava de nenhuma atividade, sendo apenas analisados os hábitos alimentares junto aos demais.

O estudo apontou que os exercícios que mais trouxeram benefícios foram os mais moderados, que podem ser realizados facilmente pela maioria das pessoas. A conclusão dos autores do estudo, é que esses exercícios devem liberar substâncias químicas que favorecem o bem-estar emocional e mobilizam mais tecidos de gordura como fonte de energia.

Fique sempre com os pés bem cuidados

Afinal, a beleza é um conjunto

Por Marisa De Lucia


Não podemos nunca nos descuidar de nossos pés. Afinal, além de possibilitarem nossa locomoção e manter nosso equilíbrio, se estiverem malcuidados, com certeza, atrapalharão nossa beleza que deve ser um conjunto.

pés.jpg

Você já parou pra pensar que na maioria das vezes, no dia-a-dia tão corrido, nossos pés ficam escondidos em sapatos fechados, principalmente agora no inverno, e quando não em situação desconfortável. Por isso, para que você fique sempre com os pés bem cuidados, aí vão algumas dicas:

Mantenha os pés sempre hidratados, com as unhas bem feitas; durante o banho esfolie os pés com cremes apropriados para que fiquem bem lisinhos; use talco, bactericida ou desodorante para os pés quando usar sapatos fechados, para evitar odores; troque diariamente de meias, que devem ser preferencialmente de algodão, pois absorvem melhor o suor; não use o mesmo par de sapatos todos os dias e guarde seus sapatos em locais arejados.

Outra dica para deixar os pés descansados é massageá-los sempre que possível. Inclusive, os podólogos, especialistas em cuidados com os pés, obtêm até a cura de certas patologias como dores de cabeça, estômago, costas e ansiedade, através da reflexologia, com massagens baseadas no DO-IN. O estímulo nos pontos reflexos transmite a informação para a área afetada, podendo melhorá-la em poucos minutos.

Para não sofrer com unhas encravadas, use sempre sapatos confortáveis, procure cortar as unhas dos pés em formato reto, para que seus cantinhos não cresçam no sentido errado e firam a pele. Para os calos, os médicos receitam adesivos com substâncias que deixam a pele mais fina; para evitar joanetes, não use sapatos apertados.

Já no caso de micose, que aparece como vermelhidão, descamação e coceira, evite pisar descalço em terra, principalmente onde estejam gatos e cães. Para evitar, seque bem os pés após o banho e só use antimicótico, se indicado por um médico.

Como surgiram as perucas

Você sabia que elas já foram sinônimo de prestígio?

Por Marisa De Lucia


Embora muitas vezes vista com preconceito nos dias de hoje, a peruca na antiguidade já foi sinal de status. Apesar de fazerem o maior sucesso nas festas à fantasia, onde são usadas como deboche, antigamente elas eram sinônimo de elegância e de prestígio.

wig.jpg

Desde o Egito Antigo até o seu auge nos séculos XVI e XVII, a profissão de peruqueiro tinha uma excelente reputação. Muitas perucas eram confeccionadas com crina de cavalo e de bode, devido ao alto valor e a escassez dos fios naturais para sua confecção. Diz-se que o rei francês Luis XV tinha a seu dispor 40 peruqueiros. Foi durante seu reinado que a peruca ganhou um laço de fita de seda na altura da nuca.

Mas por que elas foram criadas? Qual a sua utilidade? As perucas surgiram por necessidade de se proteger do frio e por questões higiênicas. Os egípcios eram especialistas em fazer cabelos falsos, tanto para homens quanto para mulheres. Assim como os turbantes, as perucas deixavam a cabeça fresca, protegendo-a do sol.

Para poder usar perucas, os cabelos deveriam ser curtos ou raspados. Geralmente, o topo era feito de cabelos encaracolados, e as laterais, de um conjunto de plantas. E, o mais curioso, é que aqueles que não podiam pagar por um cabelo de verdade, utilizavam lã!

Na Roma antiga, a peruca ficou famosa principalmente entre as mulheres, pois era o jeito mais fácil de tornar-se loira, algo bastante desejável numa terra onde só havia morenas. Depois disso, não há registros de uso de perucas até o final do século XVI.

Nesse período, a peruca era o orgulho do homem, e um cavalheiro distinto não poderia aparecer em público sem estar usando uma. A falta dela, em algumas classes sociais, era considerada até ofensiva.

Nos Estados Unidos, em 1675, o preço das perucas era tão caro, que isso gerou uma onda de ladrões de peruca. Em 1700, elas passaram a adornar também as cabeças de serventes, militares e comerciantes. Eles podiam escolher entre vários estilos, comprimentos, enrolados ou rabo-de-cavalo. E continuaram sendo usadas até os dias de hoje.

Em 2007, lorde Phillips of Worth Matravers disse que as perucas, usadas por profissionais britânicos da área jurídica desde o século XVII, não seriam mais necessárias em casos civis ou de família, mas apenas em tribunais criminais. Para se ter uma idéia, uma peruca para uso em tribunais chega a custar mais de US$ 3 mil, hoje algo em torno de R$ 6 mil.

Hoje, a peruca é um dos recursos mais utilizados para quem está sob tratamento de câncer. Fabricadas por diversas empresas, existem as naturais, as sintéticas e até as antialérgicas, de todos os comprimentos e diversas cores.

Rir faz o coração funcionar melhor

Apenas 15 minutos de risadas por dia ajudam o sistema vascular

Por Marisa De Lucia


De acordo com um estudo da escola de Medicina da Universidade de Baltimore, nos Estados Unidos, assistir a uma comédia melhora a maneira como os vasos sanguíneos funcionam. Provocadas por comédia, as risadas fizeram o fluxo sanguíneo aumentar 22%.

 

Pesquisadores da universidade contaram com voluntários para comparar os efeitos de se assistir a cenas engraçadas e cenas estressantes. Enquanto as risadas fizeram com que o fluxo aumentasse 22%, o estresse fez com que o fluxo de sangue reduzisse 35%.

Os resultados da pesquisa mostraram que a risada levou o endotélio, tecido que forma o revestimento interno de vasos sanguíneos, a se expandir para aumentar o fluxo do sangue.

O endotélio é conhecido por ter um forte efeito sobre o tônus de vasos sanguíneos, ajustar a coagulação e espessamento do sangue, além de secretar substâncias químicas em reação a ferimentos, infecções ou irritações.     

De acordo com Michael Miller, diretor de cardiologia preventiva do centro médico da Universidade de Maryland, o endotélio é a primeira linha no desenvolvimento de arterioesclerose ou endurecimento das artérias. Então, dado o resultado do estudo, é concebível que rir pode ser importante para manter um endotélio saudável e reduzir o risco de doenças cardiovasculares. “No mínimo, a risada contrabalança o impacto do estresse, que é danoso para o endotélio”, diz ele.

Os pesquisadores estudaram também 20 voluntários saudáveis, não fumantes, com idade média de 33 anos. Eles assistiram a um trecho de um filme que causasse estresse, como a abertura de O Resgate do Soldado Ryan, ou a um pedaço de um filme que os fizesse rir, como King Pin. Pelo menos 48 horas depois, eles viram um filme que provocasse o efeito oposto do que assistiram anteriormente.

Antes de assistir a cada filme, os voluntários ficaram em jejum e submeteram-se a testes para saber como os vasos sanguíneos na artéria braquial do braço respondiam a súbitos aumentos no fluxo de sangue.

Os voluntários assistiram a trechos de 15 minutos dos filmes, deitados num quarto com temperatura controlada. Depois da sessão, seus vasos sanguíneos foram testados novamente. Não foi observada nenhuma diferença na dilatação de vasos sanguíneos entre os dois grupos antes da exibição dos filmes, mas o fluxo da artéria braquial reduziu-se em 14 dos 20 voluntários após a exibição de filmes que causaram estresse.

Em contraste, um relaxamento de vasos sanguíneos benéfico, ou vasodilatação, ocorreu em 19 dos 20 voluntários, depois de assistirem a trechos de filmes que provocaram risos.

Em seu livro “A Terapia do Riso – A Cura Pela Alegria”, Eduardo Lambert  revela que as endorfinas produzidas através do riso estimulam o sistema imunológico contra reações alérgicas, bactérias e vírus; protegem o aparelho circulatório contra enfartes e derrames; ajudam a melhorar a pressão arterial, ampliam a capacidade respiratória e promovem uma ação antienvelhecimento.

Cuidados com os exercícios no Verão

Evite praticá-los ao sol, após as 9h da manhã e antes das 5h da tarde

Por Marisa De Lucia


Todo mundo já sabe que a manutenção de uma prática regular de exercícios físicos traz uma série de benefícios, entre eles, a diminuição da pressão arterial e do “colesterol ruim” elevando os níveis do “colesterol bom, além de diminuir a ansiedade e o estresse melhorando o sono e a autoestima.

Contudo, com o calor que está fazendo, deve-se ficar atento aos cuidados que devem ser tomados ao praticar exercícios. Afinal, o organismo reage de forma diferente nesta estação do ano. Por isso, antes de começar um programa de exercícios, procure uma orientação médica. Este profissional poderá solicitar a você que faça alguns exames de laboratório, eletrocardiograma e ainda um teste de esforço.

É fundamental escolher o tipo de exercício físico adequado. Nessa época do ano, o mais recomendado é o aeróbico como: andar de bicicleta, caminhar no calçadão da praia ou correr, praticar esportes de praia ou nadar.

Mas, lembre-se, evite o sol após as 9h da manhã e antes das 5h da tarde, hidrate sua pele antes, durante e depois dos exercícios físicos, e vista sempre roupa leve, boné ou chapéu. E, claro, faça uso de protetor solar com fator acima de 20 e ingira muito líquido para não desidratar o organismo.

A regularidade na prática dos exercícios também é fundamental. O ideal é fazer exercícios de três a cinco vezes por semana, iniciando com duas horas e meia e passando para três a cinco horas divididas durante toda a semana.

Procure começar com uma caminhada na praia cerca de 1.500 metros, acrescentando cerca de 500 metros ao final de cada semana até atingir uma caminhada diária de 3,5 a 5 km.

A sessão de exercício deverá ter cerca de 60 a 90 minutos e um período de aquecimento de 5 minutos, seguido por um período de exercício aeróbico de 30 a 45 minutos, um período de exercício de resistência de 20 minutos e um período de relaxamento de mais 5 minutos. Mas não exagere na intensidade dos exercícios!

Os benefícios da aromaterapia

Controla a ansiedade, elimina o estresse e combate a insônia

Por Marisa De Lucia


Para quem ainda não ouviu falar, a aromaterapia consiste em tratar algumas doenças com a ajuda de óleos extremamente concentrados que contêm as substâncias que dão perfume às plantas e flores.

As aplicações desses óleos essenciais são inúmeras, mas eles são mais utilizados em massagens e compressas podendo também ser inalados ou colocados na água de banho. 
Alguns desses óleos tonificam o organismo e favorecem o bom humor, outros estimulam e regulam as principais funções do corpo e tem ainda os que funcionam como um calmante tanto para o corpo como para o espírito.

Ao serem inalados, esses óleos atingem uma área do cérebro responsável pelos sentimentos e, por isso, são muito eficazes no tratamento de problemas de ordem emocional.

O gerânio, por exemplo, possui propriedades antissépticas eficazes contra infecções causadas por vírus e fungos. Já o limão é apreciado por suas propriedades desintoxicantes, e o eucalipto por transmitir sensações de bem-estar e harmonia.
Os óleos podem ser usados de diversas maneiras como sabonetes, escalda-pés, óleos de massagens e aromatizador de ambiente, mas não pode ser aplicado diretamente na pele.

Veja alguns exemplos de óleos: 

Gerânio – Ideal para problemas urinários e infecções virais ou por fungos e bactérias.
Limão – Indicado nos problemas circulatórios, acne, hipertensão e para desintoxicar.
Eucalipto – Combate edemas e alivia dores musculares.
Camomila – Ótimo para depressão e dor de cabeça.
Manjerona – Para quem sofre de enxaquecas e cólicas.

Tríade da Mulher Atleta traz sérios problemas

Doença acomete mulheres viciadas em exercícios físicos, que não têm acompanhamento de um profissional

Por Marisa De Lucia


Pouco conhecida, a síndrome Tríade da Mulher Atleta atinge não só as profissionais esportistas, mas, principalmente, as frequentadoras de academias de ginástica que não têm um acompanhamento médico e nutricional.

Alterações no humor, suspensão da menstruação, bulimia, anorexia e tendência a desenvolver osteoporose (enfraquecimento ósseo) são alguns dos sintomas da Tríade da Mulher Atleta, doença que atinge as viciadas em exercícios físicos.

A prática de atividade física regular desde a adolescência não interfere na função hormonal e constitui um importante instrumento para ganho de massa óssea, mas, seja para emagrecer, buscar o corpo ideal ou alcançar melhor desempenho em competições, muitas mulheres exageram nos exercícios ou não percebem os sinais dos danos causados ao seu corpo.

É importante que treinadores, personal trainers e professores de educação física que atuem junto a academias observem a manifestação de possíveis sintomas da síndrome.

O tratamento da Tríade da Mulher Atleta requer uma equipe multidisciplinar, que reúne médicos, nutricionistas, psicólogos, psiquiatras e professores de Educação Física.

Passo-a-passo da limpeza de pele

Veja algumas receitas caseiras bem simples

Por Marisa De Lucia


Para se ter uma pele bonita e saudável, vários fatores devem ser observados. Além da alimentação, que dever ser rica em nutrientes e bem balanceada, é necessário manter a pele sempre limpa e hidratada.

Afinal, a pele, principalmente a do rosto, exige cuidados diários. E não são só as mulheres que devem tomar esses cuidados. Por terem a pele mais oleosa, e ter que fazer a barba com frequência, os homens precisam estar atentos para evitar os indesejáveis cravos os pelos encravados.

Na esteticista, uma limpeza de pele dura entre 50 e 60 minutos e pode ter muitos passos, que começam com a higienização feita com loções e demaquilantes para retirar impurezas superficiais.

Logo após, é feita uma esfoliação com cosméticos cheios de grânulos, que removem as células mortas, e uma desincrustação, ou seja, a aplicação de uma máscara para amolecer a camada superficial da pele e favorecer a retirada de cravos. Os vapores de ozônio aplicados, além de abrir os poros, também têm efeito bactericida e ajudam a preparar a região para as extrações.

A extração dos cravos pode ser feita tanto manualmente como com um aparelho de sucção, que evita ter que espremê-los com as mãos. Por serem mais profundos, os cravos brancos e os miliuns, bolinhas de sebo, são retirados com uma microagulha esterilizada.

Em seguida, é aplicada uma máscara calmante, por 10 minutos, para controlar a oleosidade e relaxar a pele que acaba de ser espremida.

Alguns especialistas recorrem ao aparelho de LED para procedimentos mais agressivos, pois este tem propriedade cicatrizante e antiinflamatória deixando o rosto bem menos marcado e sem vermelhidão.

Finalmente, é aplicada uma máscara a base de creme, ou gel para pele oleosa, com as funções de não só hidratar, mas clarear manchas e sardas e oxigenar a pele. Esta máscara deve permanecer no rosto por umas três horas. Por isso, esse processo é continuado em casa com a lavagem do rosto só com água, após esse período.

Receitas caseiras de esfoliantes:

Indicado para peles mais sensíveis, o esfoliante de aveia é mais suave e promove a nutrição da pele. Basta misturar duas colheres de sopa de aveia em flocos com duas colheres, também de sopa, de mel, aplicar por todo o rosto em movimentos circulares. Logo em seguida, retire-o com água.

Já para peles que têm muitos cravos, o ideal é o esfoliante de açúcar. Mas não deve ser aplicado em peles sensíveis, pois pode provocar vermelhidão. Para prepará-lo, é só misturar uma colher de sopa de açúcar cristal com uma colher de sopa de mel. Em seguida, passe no rosto com movimentos circulares leves e retire, logo após, com bastante água.

Após a esfoliação, é necessário usar um hidratante com filtro solar, à base de gel para peles oleosas. Especialistas recomendam fazer a esfoliação uma vez por semana e após lavar o rosto com sabonete, usar tônico e hidratante com filtro solar todos os dias.

Livro auxilia quem quer abrir um salão de beleza

Escrito por Rudi Werner, dono de uma das maiores redes de salões de beleza do País

Por Marisa De Lucia
 


Título: Beleza – Um Bom Negócio
Subtítulo: Experiências Bem-Sucedidas na Gestação de Salões
Autor: Rudi Werner
Editora: Senac Editora
Número de Páginas: 168 

Resenha Beleza – Um Bom Negócio

No livro Beleza – Um Bom Negócio, o autor incentiva e orienta a formação de profissionais que sonham em abrir um salão de beleza e, também, apoia aqueles que já deram esse salto, mas sentem necessidade de mais informação e conhecimento gerencial.

Sobre o autor:

Rudi Werner é um cabeleireiro brasileiro. Nascido no Rio Grande do Sul, na cidade de Santo Cristo, Rudi Werner começou com um pequeno salão com apenas 60 m², um lavatório, uma cadeira e um espelho. Mudou-se para o Rio de Janeiro e tornou-se um megaempresário da beleza. Atualmente comanda uma rede geradora de empregos: são cerca de 1.200 funcionários, entre cabeleireiros, assistentes, manicures, depiladoras, maquiadores e pessoal administrativo, e é dono de uma das maiores redes do País, com 26 salões, sendo 14 franqueados e 12 próprios.