Cuidados com os cabelos no inverno

O frio os tornam quebradiços e opacos

Por Marisa de Lúcia


Quem pensa que é só no verão que os cabelos precisam de cuidados especiais se engana. Isto porque no inverno, o frio excessivo e o vento tornam os cabelos opacos e quebradiços.

pasta.jpg

Um dos erros é lavar os cabelos com água quente, pois abre demais os poros do couro cabeludo danificando os cabelos, tornando-os ainda mais ressecados ou extremamente oleosos e até com caspa, dependendo do tipo de cabelo de cada pessoa. Por isso, procure jogar somente água morna nos cabelos.

Muitas mulheres reclamam que seus cabelos caem mais durante o outono e o inverno. Mas isto ocorre porque o tempo não deixa com que o couro cabeludo se seque completamente deixando, portanto, os fios mais fracos, desprendendo-os. Já se o cabelo cair de maneira que supere a perda de 50 fios por dia, é indicado fazer um tratamento reestruturador que hidrate o couro cabeludo da raiz às pontas ou, ainda, se a queda persistir procurar um especialista.

Já para as que têm os cabelos mais longos, o cuidado deve ser ainda maior, pois no inverno eles ficam com pontas mais ressecadas e necessitam de mais hidratação. E se os cabelos estão pintados o cuidado deve ser redobrado, pois a descoloração abre muito as escamas dos fios e os deixam mais fracos.

Outra dica é não usar elásticos para prender os cabelos no inverno, pois como há menor produção das glândulas sebáceas os fios se quebram e tendem a ressecar. O mais correto é usar lenços e faixas.

Como obter cabelos lisos

Veja as técnicas e evite as fórmulas caseiras

Por Marisa De Lucia


Não há dúvidas de que os cabelos lisos são realmente a preferência nacional tanto para homens como para mulheres. Nos dias de hoje, o cabelo escorrido tem sido o maior responsável por lotar salões de segunda a segunda. E foi-se o tempo em que alisar o cabelo era um trabalho árduo. Hoje existem inúmeras técnicas, mas cuidados com as fórmulas caseiras, pois elas podem provocar sérios danos a seus cabelos.

liso.jpg

Ao escolher a técnica para alisar seus cabelos, é muito importante ter em mente o efeito que se deseja. Isto porque o relaxamento, por exemplo, tira o volume dos fios, enquanto que o alisamento deixa os cabelos chapados e retos.

Shampoos e cremes alisam porque deixam os cabelos mais pesados e com menos volume. No entanto, eles facilitam a escova, mas não garantem fios escorridos.

A tradicional escova, feita com secador e uma escova redonda ainda continua em alta, apesar de ser trabalhosa se feita em casa.

Se optar pela prancha, basta secar os fios e separar os cabelos em mechas com três dedos de largura e um de espessura. Os fios devem ser mantidos muito próximos ao couro cabeludo e evitar pausas para que os cabelos não sejam queimados, ficando quebradiços. Para melhor resultado, deve-se aplicar um spray de brilho.

O amaciamento é o mais suave e pode ser feito até em cabelos com reflexo dependendo das condições dos fios. Diminui o volume sem alisar e resolve em 50% a rebeldia dos cabelos.

Sem o formol, a substância tóxica responsável por sua proibição tão logo surgiu no mercado, a escova progressiva trata os fios através da queratina. Contudo, nem todo mundo pode fazer a progressiva, pois dependendo do estado do cabelo, os fios não aguentam a química. Além disso, a frequência deve ser controlada, e o resultado vai depender das características naturais do cabelo. Os étnicos, por exemplo, não ficam lisos, apenas com cachos mais soltos.

Agora, para deixar os fios lisérrimos, a técnica mais indicada é o alisamento japonês, para a qual se utiliza produtos químicos fortes, por isso, jamais deve ser feita em casa. Atualmente, já dá para ser feita em cabelos tingidos com excelentes resultados.

Será que estamos próximos do fim da calvície?

Implantes com células-tronco prometem eliminá-la

Por Marisa De Lucia


Um problema que assusta muito os homens e, mais ainda, as mulheres é a calvície. Mas uma boa notícia pode chegar a qualquer momento. Pelo menos, estudos mundiais vêm provando que o fim da calvície é viável e que, em breve, algumas técnicas estarão no mercado.

bald.jpg

De acordo com pesquisadores, algumas delas retiram células da nuca e as colocam no topo, onde voltarão a produzir cabelo. Essas células podem criar folículos capilares em áreas onde já não nascem fios, ou seja, não é o mesmo que reimplantar um fio, mas colocar a célula para trabalhar em um local novo.

Atualmente, testes já são realizados em homens e não mais em ratos. No Brasil, estão sendo desenvolvidas várias técnicas, uma delas pelo cirurgião Carlos Oscar Uebel, que utiliza o sangue do paciente para nutrir os fios a transplantar. Os fios retirados são embebidos no sangue para depois serem reimplantados na região calva.

Para evitar a calvície, devemos ter alguns cuidados com a alimentação ingerindo uma quantidade adequada de proteínas, que são encontradas em carnes vermelhas, frango, peixe, ovo, alguns queijos, feijão, castanhas e grãos.

Entre as inúmeras causas da queda dos cabelos, além da calvície hereditária, estão infecções graves, doenças da tireóide e dieta inadequada. Alguns medicamentos, como os usados no tratamento de depressão, problemas cardíacos, artrite e anemia podem causar a calvície, assim como o período pós-parto, o baixo nível de ferro no sangue, o uso de pílulas anticoncepcionais e tratamentos de câncer.

Como cuidar de cabelos cacheados

O vento pode causar estragos nesse tipo de cabelo

Por Marisa De Lucia


Não há dúvidas de que cuidar da beleza é bem mais fácil para quem tem cabelos lisos. Por isso é que a maioria das mulheres que têm cabelos cacheados opta por alisá-los definitivamente. Mas para quem é fã dos cabelos cacheados, vale a pena investir. Afinal, hoje existe uma variedade enorme de produtos que deixam os crespos mais soltos.

curly.jpg

Uma das principais causas do excesso de volume e da falta de definição dos cachos, é que o cabelo crespo é naturalmente mais ressecado e opaco porque o movimento anelado do fio impede que a oleosidade natural do couro cabeludo chegue até as pontas. Por isso, a rotina de beleza a ser adotada começa com um bom corte, que equilibre o volume, e o uso constante de shampoo, condicionador e creme sem enxágue (leave-in), que possuam propriedades hidratantes.

Para deixar os cachos ainda mais definidos, o ideal é secar com a toalha amassando os cachos com ativador de cachos ou mousse. Se o cabelo é ondulado, secar com o difusor deixa os cabelos mais cacheados, já secar na escova permitirá ondas mais largas. Depois de secos, para controlar os fios e dar brilho aos cabelos, use cera ou pomada. Outra dica é o uso de máscaras hidratantes, no mínimo, uma vez por semana.

Para cabelos ondulados, a orientação é valorizar as ondas com cortes em camadas, desfiados ou em forma de losango. Dependendo do tipo da raiz, é necessário que a pessoa faça hidratação.

Já as mulheres que têm cabelos muito crespos, devem frequentar o salão e cuidar do cabelo no dia-a-dia com escova ou bóbis grandes para que ele assuma uma forma adequada. Cauterização e hidratação a base de óleo e água são procedimentos extremamente importantes neste tipo de cabelo.

Cuidados para que os cachos fiquem soltos

  • Lave os cabelos somente com água morna, pois a água muito quente resseca os fios. No caso de lavar todos os dias, devem ser usados produtos específicos e de qualidade.

  • Massageie o couro cabeludo durante a lavagem, pois estimula a produção de sebo protetor nos cabelos.

  • Com os cabelos ainda molhados, aplique, em pequenas quantidades, o creme para pentear e espalhe pelos fios na quantidade necessária.

  • Ao longo do dia, se sentir necessidade, aplique pequenas quantidades do creme para pentear. Deve-se tomar o cuidado de não utilizar uma quantidade excessiva, o que deixaria os fios opacos e sem movimento.

  • Penteie os cabelos quando ainda estiverem úmidos, para manter sua estrutura intacta.

  • Use máscaras hidratantes de tratamento intensivo de acordo com a necessidade e finalizadores em abundância, tais como leave in, mousses, pomadas e reparadores de pontas.

  • Corte periodicamente os cabelos, para evitar o ressecamento dos fios.

Como lavar os cabelos

A escolha do shampoo é muito importante

Por Marisa De Lucia


Muitas vezes utilizamos produtos bons em nossos cabelos, fazemos hidratações, banhos de creme, cauterizações e de nada adianta. Isto porque o problema, muitas vezes, está no início, ou seja, na lavagem inadequada que, além de causar ressecamento e quebra, pode tirar o brilho dos fios.

Estamos cansados de ouvir que para cada tipo de cabelo existe um tipo adequado de shampoo, mas nem sempre sabemos qual é o nosso tipo de cabelo. Os cabelos normais são macios e possuem brilho natural, por isso não exigem tantos cuidados. Basta lavar com shampoo específico para cabelos normais e usar um bom condicionador. Já os cabelos oleosos são pesados e apresentam aspecto gorduroso. Além de lavá-los diariamente, é necessário passar condicionador só nas pontas.

Opacos e porosos, geralmente, os cabelos secos são cabelos crespos e encaracolados. Além de shampoo e condicionador, específicos para cabelos secos, é necessário fazer hidratações com frequência. Finalmente, os cabelos mistos possuem a raiz oleosa e as pontas secas. Para eles, além de shampoo e condicionador, é recomendável usar cremes, óleos e reparadores nas pontas.

Agora, o mais importante é lavar os cabelos de forma correta, para conseguir o mesmo efeito de quando vamos ao cabeleireiro. O segredo é antes de tudo lavar somente com água morna. Outra dica é a quantidade de shampoo, que não deve ultrapassar o centro da palma da mão. Finalmente, repetir a operação, enxaguando muito bem para não ficar resíduos. Veja algumas dicas:

  • No caso de cabelos encaracolados, desembarace-os com um pente de dentes largos, antes de molhá-los.

  • Nunca comece pelas pontas e não use as unhas, mas sim as pontas dos dedos.

  • Nunca passe condicionador na raiz, isso causa caspa.

  • Para não deixar condicionador nos fios, é importante enxaguar muito bem. Se necessário, use leave in nas pontas.

  • Evite lavar os cabelos com água muito quente e nunca esfregue os fios.

  • Finalmente, para secar, cubra a cabeça com uma toalha macia e pressione com as mãos para remover o excesso de água. Nunca esfregue os cabelos.

Cuidados com os cabelos no verão

Por Marisa de Lucia


Está chegando o Verão e com ele muito calor. Os cabelos neste período do ano exigem alguns cuidados especiais como em nenhuma outra estação.

O sol bronzeia a pele e queima o seu cabelo. Se ele for frágil, não fica nada bem.

Caso você goste de cores vivas como o vermelho , cuidado; porque elas mudarão de tonalidade com a ação do sol e talvez você não fique nada satisfeita com o resultado.

Quem sabe se não está na hora de usar uma tonalidade mais clara, luzes coloridas, conservando a cor da raiz do seu cabelo. É diferente e bem arrojado.

Use xampus à base de silicone e ceramidas. Eles formam uma camada protetora que preservarão mais a cor.

O cabelo curto, com os fios desalinhados, pode ser uma boa pedida para o verão, já que a praia e a piscina vão obrigar você a estar sempre com o cabelo recém lavado.

Para quem gosta de cabelos mais longos, opte por um corte em que os fios curtos fiquem intercalados com os mais longos - este corte favorece principalmente cabelos lisos.

Os cabelos afros são muito bonitos para o verão, com contas coloridas , “tererês” ou trancinhas. No entanto, precisam, por causa do sol excessivo, uma hidratação extra.

Você pode usar manteiga de karitê. Ela é perfeita para hidratar, baixando o volume e dando brilho.

Durante o verão arma-se um complô contra os cabelos desprotegidos: o sol atinge a queratina (proteína que forma o fio), que se parte em pequenos pedaços; o cloro da piscina causa o desprendimento de parte da cutícula, formando bolhas e deixando o fio áspero; o vento embaraça os cabelos, que, ao serem penteados, quebram facilmente; a areia entra em atrito com o fio e pode causar a perda de queratina; e o sal intensifica os efeitos destrutivos dos raios solares. Para enfrentar esse ataque, é preciso tornar os fios fortes e resistentes.

Os cabelos tingidos e com mechas estão entre os mais sujeitos a estragos. Esses processos químicos deixam os fios porosos, o que permite maior absorção de cloro e sal. Cabelos crespos, geralmente mais ressecados do que os lisos, também sofrem mais com a ação do sol, da água do mar e da piscina.

No caso de cabelos tintos os mais prejudicados são os cabelos loiros que mais sofrem durante o verão. Na descoloração o fio resseca, porque os pigmentos escuros, que também oferecem uma pequena proteção, são retirados. Portanto, antes da exposição ao sol, os fios devem ser fortalecidos com hidratações semanais.

Cabelos que passaram por alisamento, permanente e relaxamento precisam de cuidados extras com tratamentos especiais para dar nova forma aos cabelos, pois perdem a queratina e elasticidade. Isso enfraquece os fios, que ficam sujeitos a formação de pontas duplas. Além disso, as cutículas abertas facilitam o desbotamento da cor.

A água da piscina agride mais os cabelos do que a água do mar. Isso acontece porque os produtos químicos usados para tratar a água alteram a cor, ressecam e enfraquecem os fios. Mas, antes de mergulhar, tanto no mar como na piscina, é muito importante aplicar nos cabelos produtos que ajudam a proteger os fios.

TRATAMENTO

Nessa época do ano, mesmo na cidade, o ideal é substituir o xampu e o condicionador habituais por similares com filtro solar. Isso porque os raios ultravioleta penetram no fio, oxidam os pigmentos e alteram a cor e a textura dos cabelos.

Para tanto, você precisa consultar um dermatologista que indicará o tratamento exato de acordo com seu tipo de cabelo, e os melhores produtos a serem aplicados. As hidratações deverão ser semanais para amaciar os fios, evitar que ressequem e garantir o brilho.

Assim como acontece com os protetores para a pele, os produtos que atuam como condicionadores do cabelo são resistentes à água. Os filtros aderem aos fios e formam uma película protetora, que resiste ao enxágüe. Embora existam alguns produtos que precisam ser reaplicados depois de cada mergulho.

PRECAUÇÕES

- Depois da praia, é fundamental enxaguar o cabelo com água do chuveiro ou com uma garrafa de água mineral pois os grãos de sal funcionam como uma lente de aumento e ressecam os fios, intensificando a ação da radiação solar.

- Evite fazer tranças porque elas quebram os fios. O ideal é prendê-los com elástico revestido com tecido. Tranças ou penteados que torçam os cabelos devem ser feitos com cuidado, sem esticar muito os fios.

- Outra medida eficaz é usar um chapéu de palha que não fique em contato direto com o couro cabeludo, permitindo uma boa ventilação.

- Para o correto tratamento e prevenção, consulte seu dermatologista, evitando o mau uso de produtos aleatórios que possam vir a ser mais prejudiciais.

O verão que está chegando promete altas temperaturas. Portanto, nada melhor que ir à praia! Muita gente bonita, lindas paisagens, crianças jogando areia e sal, muito sal. A água do mar, em determinadas praias do litoral brasileiro, é tão salgada que queima a raiz do cabelo inteira.

Para não ter seus cabelos danificados, principalmente por causa do calor, procure lavar seus cabelos diariamente, utilizando xampus para o seu tipo de cabelo e raiz. Nunca esquecer de variar de marca, pois se você utiliza uma marca por muito tempo, seu couro cabeludo acaba se acostumando e o produto não faz mais efeito.

Para quem possui o cabelo tingido, ou que já tem os fios danificados por química, deve sempre se lembrar de usar cremes no cabelo com filtro de proteção UV.

Usar filtro solar diário nos cabelos, com produtos específicos para a ocasião;

Se for entrar na água, não deixar os cabelos secarem ao sol, enxágüe com água doce e seque com a toalha, para evitar os danos causados pelo sal do mar;

As mulheres não devem ficar com os cabelos soltos. Uma trança, um rabo-de-cavalo, prendedores, piranhas, bonés e chapéu são acessórios muito bem vindos nesta época do ano. E os homens devem abusar dos bonés;

Ao chegar em casa, lavá-los com produtos certos para o tipo de cabelo e hidratar bem.

Verão está chegando e junto com ele, as altas temperaturas, a praia, o mar e, consequentemente, as agressões aos cabelos.

Para curtir a estação mais quente do ano com os cabelos bonitos e saudáveis, basta seguir alguns cuidados básicos.

De acordo com o Dr. Ademir Jr., médico tricologista (especialista em cabelos), a primeira regra é manter os cabelos e o couro cabeludo sempre limpos e higienizados.

“No verão, o suor, o calor e a umidade podem fazer facilitar problemas no couro cabeludo como inflamações, seborréia e caspa”, explica o médico.

Dr. Ademir ressalta a importância de enxagüar bem os cabelos após sair do mar e da piscina. Este cuidado evita os danos aos fios causados pela salinidade do mar e por elementos usados para o tratamento da água da piscina, como o cloro por exemplo.

O terceiro cuidado essencial para manter os cabelos bonitos, é a proteção contra as radiações solares.

“Estas radiações, além de causarem danos à nossa pele, também agridem de forma intensa nossos fios de cabelo deixando-os mais fracos, quebradiços e sem vida. Vale usar bonés, chapéus e produtos sem enxague que tenham filtro de proteção solar”, afirma o médico, que aconselha também evitar o abuso de máscaras capilares diariamente quando estiver na praia ou piscina.

“Estes produtos não protegem os cabelos. Ao contrário, podem facilitar os danos causados pela água do mar e piscina deixando os fios mais fracos e susceptíveis às quebras”, explica.

Outro cuidado essencial é evitar manter os cabelos úmidos sempre amarrados ou presos, pois, de acordo com Dr. Ademir, os cabelos úmidos ficam mais fragilizados e o hábito de prendê-los ou de amarrá-los, poderá acarretar em danos à estrutura dos fios.

Evitar abusar de químicas nesta época do ano é a sexta dica, já que no verão, as agressões aos cabelos são maiores devido ao vento, ao sol, à água do mar e da piscina.

“Estes fatores, por si só já deixam os cabelos mais frágeis. Abusar de químicas nesta época poderá colocar em risco a qualidade do fios de cabelos”, alerta Dr. Ademir.

Quando se pensa em verão, logo vem à mente uma outra palavra que rima bem com essa época do ano, a hidratação.

Além dos 2 litros de água recomendados para se beber, é bom fazer hidratações regulares nos cabelos. Apesar da maior umidade relativa do ar, da exposição à água do mar e da piscina, os cabelos, no verão, tendem a ressecar.

Hidratá-lo uma a 2 vezes por semana é uma boa pedida para melhorar a qualidade e saúde dos fios.

Esqueça os modismos e escolha produtos que deixam os seus cabelos do jeito que você gosta.

“Não há muitas regras, exceto pelos produtos sem enxague com filtro de proteção solar. Xampus, condicionadores e hidratantes capilares devem deixar seus cabelos bonitos e com aspecto de saúde”, é a dica do Dr. Ademir Jr.

Aproveitar esta época do ano para relaxar, é a 9ª dica. Dr. Ademir Jr. explica que o estresse promove a liberação de substâncias e hormônios em nosso corpo que por si só são capazes de deixar nossa pele e cabelos com sinais de fragilidade e falta de saúde.

“Relaxar, praticar exercícios físicos, conviver com pessoas que gostamos são hábitos deliciosos que também contribuem para cabelos mais bonitos” afirma Dr.Ademir.

E a 10ª dica, mas, não menos importante é ter uma boa alimentação. Todos os tecidos do nosso corpo são produzidos com matérias-primas que ingerimos em nossa alimentação.

“Logo, uma alimentação saudável fará nossos cabelos mais saudáveis e bonitos, além de deixá-lo mais fortes para suportar as agessões do verão” conclui Dr. Ademir Jr.

Seguindo esses cuidados básicos, você manterá seus cabelos lindos e saudáveis, sem deixar de curtir as coisas boas que o verão proporciona.

Como surgiu o secador de cabelos

Você sabia que antigamente os cabelos eram secos com o ferro de engomar?

Por Marisa De Lucia


Se levarmos em conta a importância que a moda e a beleza têm nos dias de hoje, vamos concordar que o secador de cabelos é peça fundamental não só dos cabeleireiros, mas dentro de nossas casas.

Dos mais variados modelos e com potências variáveis, os secadores de cabelos não estão apenas nos salões de beleza, mas em casa e até disponíveis nas grandes redes de hotéis. Afinal, para que os cabelos fiquem do jeito que gostamos não dá para deixá-los secar à vontade, não é mesmo?

Mas você imaginava que, antes dos secadores de cabelos aparecerem, eram usadas várias técnicas pouco cômodas como, por exemplo, secar os cabelos com o ferro de engomar ou usar uns ferros cilíndricos, previamente aquecidos no fogão, para deixar os cabelos em forma de caracóis?

Os primeiros secadores de cabelos elétricos, com resistência parecida a dos aquecedores e motor semelhante ao dos aspiradores, surgiram em 1920. Os primeiros modelos eram feitos de alumínio, cromo ou aço inoxidável e o cabo era feito de madeira, o que os tornava pesados e, portanto, difíceis de manejar.

Foi somente nos anos 30 que surgiu um novo material, a baquelite, um plástico resistente ao calor, que pode ser moldado e assumir várias cores e feitios. A partir daí, vários modelos foram postos no mercado até os nossos dias.