Dicas para uma pele perfeita

Use buchas vegetais ou industrializadas apenas uma vez por semana.

Marisa De Lucia


Quer coisa mais desagradável do que olhar no espelho e dar de cara com cravos, espinhas e os famosos miliuns, aquelas bolinhas de sebo que ficam sob a pele?
Essas impurezas produzidas pelas glândulas sebáceas, que a derme não conseguiu expelir, só serão eliminadas com uma boa limpeza de pele, que trará de volta o brilho e a vitalidade.

Enfim, para ter uma pele perfeita alguns cuidados são necessários. Afinal, as mudanças climáticas, a exposição ao sol e a poluição acabam trazendo danos no dia-a-dia.
Alguns tipos de pele conseguem se limpar naturalmente, mas a pele oleosa precisa de limpeza pelo menos uma vez por mês. Já a pele normal pode esperar mais um pouco.
Mas, cuidado, pois se for fazer esta limpeza em casa, lembre-se que se apertar um pouco mais poderá deixar a pele com cicatrizes. O ideal é molhar um algodão com água aquecida e deixe repousar por um tempo sobre o cravo ou a espinha. Depois, basta apertar com os dedos ao redor dos pontinhos fazendo pressão para baixo. No entanto, se estiver difícil para sair, desista.

Untitled-1.jpg

De acordo com documento emitido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, algumas medidas são fundamentais para manter a beleza natural de nossa pele. Entre elas, uma das principais é fugir do banho com água muito quente, pois ela retira a camada de oleosidade da pele. Outro alerta é não passar de 15 minutos debaixo do chuveiro, pois a água remove o hidratante natural da pele provocando o ressecamento. Quanto ao sabonete, esse deve ter ingredientes e emolientes que ajudam a manter a integridade da camada de oleosidade.
Poucos sabem, mas se usadas diariamente, as buchas vegetais ou esponjas industrializadas contribuem para retirar oleosidade da pele. Mesmo assim procure usá-las apenas para higienizar axilas, costas e pés e, uma vez por semana, para fazer esfoliação.
É fundamental aplicar um creme hidratante logo após o banho, pois ele ajuda a diminuir a evaporação de água pela pele e forma uma película protetora. Você pode também substituir o hidratante por um bom óleo de banho sem enxágue.
Lembre-se também que as regiões mais ressecadas do corpo, como cotovelos e joelhos, sofrem com o atrito das roupas e por isso tendem a ficar mais ressecadas. Por isso, sempre aplique um creme hidratante nessas áreas. A água também é um hidratante natural, mas desde que você tome pelo menos dois litros por dia.
Finalmente, passe sempre protetor solar nas mãos para que não fiquem ressecadas e procure praticar atividades físicas, pois elas contribuem para ativar a circulação trazendo mais nutrientes para a pele.

Como tratar suas unhas

Receita caseira para unhas fracas

Por Marisa De Lucia


constante de produtos químicos, como detergente e sabão em pó, a problemas alimentares.

unhas.png

Por ser composta basicamente de queratina, o enfraquecimento pode estar ligado com o hábito de fazer as unhas todas as semanas. Isto porque a acetona ou o removedor de esmalte resseca muito as unhas, o que as torna quebradiças, sem brilho e muitas vezes com manchas brancas.

De acordo com alguns dermatologistas, o ideal seria não pintar todas as semanas e sempre hidratar bem as mãos e as unhas. Mas para quem não consegue, uma dica é retirar o esmalte dois dias antes e hidratar bem.

Outro fator que contribui para o enfraquecimento das unhas é retirar sua cutícula, que é protetora e impede a penetração de bactérias, fungos e substâncias nocivas, podendo causar infecções. Produtos como esmaltes fortalecedores e óleos hidratam, mas não são suficientes.

Bases fortalecedoras feitas de carbonato de cálcio, formaldeído e derivados de quinino, assim como medicamentos com vitaminas derivadas do complexo B, podem contribuir para fortificar as unhas, mas antes de escolher o tratamento, é necessária uma investigação das causas.

Outro motivo, e talvez o principal, do enfraquecimento das unhas é a alimentação desregrada e carente de proteínas, vitaminas e outros nutrientes essenciais para fortalecimento das unhas e cabelos.

Receitas caseiras para unhas fracas

- Mergulhar as unhas durante cinco minutos em azeite de oliva morno. Retirar o excesso com papel absorvente e, preferencialmente, dormir com luvas de pano para não manchar os lençóis.

- Colocar caldo de feijão cozido, quente e sem tempero, em uma vasilha. Mergulhar os dedos dentro da vasilha, de modo que cubram as unhas e deixar por alguns minutos.

- Pingar duas ou três gotas de creolina no vidro de base para unhas fracas e usar sempre antes da aplicação do esmalte.

- Aplicar batata crua constantemente nas unhas.